Timothy McAllister

Timothy McAllister

  • Masterclasse – De 11 a 14 de julho
  • Concerto – “The Saxophone and the Wind Orchestra” – 13 de julho
  • 6º Concurso Internacional de Saxofone “Vitor Santos” — Juri

Aclamado pelo The New York Times como um “virtuoso… um dos saxofonistas mais importante da sua geração“, “brilhante” (The Guardian, Reino Unido) e “uma estrela do saxofone” (The Baltimore Sun), TIMOTHY McALLISTER é um dos principais solistas da actualidade, membro do conceituado Quarteto PRISM, está no centro da música contemporânea, creditado com dezenas de gravações e mais de 150 estreias de obras de compositores eminentes e emergentes em todo o mundo. O reconhecimento internacional veio em 2009 com o celebre trabalho no “City Noir” de John Adams, integrado no concerto inaugural de Gustavo Dudamel como diretor musical da Los Angeles Philharmonic e em agosto de 2013, no Sydney Opera House, a estreia mundial do Concerto de Saxofone de John Adams com a Orquestra Sinfónica de Sidney, sob a batuta do compositor.

As estreias com a Baltimore Symphony Orchestra e St. Louis Symphony, assim como, o envolvimento com a Milwaukee Symphony Orchestra, a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, a Cabrillo Festival Orchestra, a BBC Symphony Orchestra no London Proms, a Royal Liverpool Philharmonic e a New World Symphony, foram subsequentemente aclamadas pela crítica americana.

McAllister foi recentemente solista com a Fort Wayne Philharmonic, a Elgin Symphony, a Albany Symphony Orchestra, a Reno Philharmonic, a Boston Modern Orchestra Project, a Royal Band of the Belgian Air Force, a United States Navy Band, a Hong Kong Wind Philharmonia, a Tokyo Wind Symphony, a Pacific Symphony e a Nashville Symphony, entre outras.

Como saxofonista orquestral, fez tournées, tanto nos EUA como no exterior, com a Angeles Philharmonic e a Chicago Symphony Orchestra.

Reconhecido professor no seu instrumento, lecionou na Northwestern University (IL), foi um Fellow Valade Artist para o Interlochen Center for the Arts (MI). É artista Conn-Selmer e D’Addario, com as quais trabalha em estreita colaboração no desenvolvimento do saxofone e palhetas.

Em setembro 2014, ele se juntou-se ao corpo docente da University Michigan School of Music, sucedendo seu lendário mentor, Donald Sinta.

O trabalho de McAllister pode ser ouvido em inúmeras editoras discográficas: Nonesuch, Deutsche Grammphon, Naxos, OMM, Stradivarius, Centauro, AUR, Albany, Parma, Nova Dinâmica, Equilibrium, New Focus e gravações Innova.

1